Provas da 54ª Maratona Intelectual Euclidiana - 87a. Semana Euclidiana de São José do Rio Pardo

Ciclo Básico - 1999

Coordenadores: Guilherme Félice Garcia e Maria Aparecida Granado Rodrigues

Questões:

(Prof.a. Cidinha)

1) Assinale a afirmação falsa, baseando-se em Os Sertões:

  1. É uma obra que apresenta três partes fundamentais do trinômio de Taine: meio,raça e momento.
  1. Pertence ao período literário denominado Pré-Modernismo.
  2. Uma multidão de sertanejos foi arrastada para Canudos pelas pregações de Conselheiro.
  3. Divide-se a obra em três partes: A Terra, o Homem, A Luta.
  4. Na primeira parte emerge a figura do chefe da revolta, Antônio Conselheiro, o sertanejo que representava todos os combatentes/lutadores.

2) Euclides da Cunha viu-se indevidamente envolvido num acidente diplomático entre países sul-americanos em litígios fronteiriços, em conseqüência de uma obra que escreveu. Assinale-a:

  1. Os Sertões.
  2. Um Velho Problema.
  3. Peru versus Bolívia.
  4. Contrastes e Confrontos.
  5. Caderneta de Campo.

3) Livro em que Euclides da Cunha deixou projetada uma nova obra, que se chamaria "Um Paraíso Perdido". Trata-se de:

  1. Peru versus Bolívia.
  2. Caderneta de Campo.
  3. À Margem da História.
  4. Os Sertões.
  5. Canudos.

4) Em que artigos ou estudos de Contrastes e Confrontos Euclides revela uma profunda consciência ecológica:

  1. Rios em Abandono, Um Clima Caluniado.
  2. Entre as Ruínas, Um Velho Problema.
  3. Os Caucheiros, Entre o Madeira e o Javari.
  4. Plano de uma Cruzada, Fazedores de Desertos.
  5. Anchieta, Garimpeiros.

5) Nome de uma das mais belas páginas de Euclides da Cunha que fala sobre os seringueiros do Rio Perus.

  1. Diante do Amazonas.
  2. Estrelas Indecifráveis
  3. Ferrovia e Desenvolvimento.
  4. Judas-Ahsverus.
  5. Caucheiros, Índios, Bandeirantes.

(Prof. Daniel)

6) O VERSÁTIL EUCLIDES DA CUNHA, DESEMPENHOU VÁRIAS ATIVIDADES NO DECORRER DE SUA VIDA. DENTRE AS ALISTADAS ABAIXO, QUAL NÃO PODEMOS MENCIONAR:

  1. ENGENHEIRO
  2. ´POETA
  3. ESCRITOR
  4. PROFESSOR
  5. TODAS AS ALTERNATIVAS ESTÃO CORRETAS

7) EUCLIDES TINHA IDEAIS REPUBLICANOS. POR INFLUÊNCIA DE BENJAMIN CONSTANT, UM DE SEUS PROFESSORES, INTEGRA-SE AO ENTAO NASCENTE MOVIMENTO. NUM DADO MOMENTO, DESENCANTA-SE COM A REPÚBLICA E SEUS LÍDERES. COMO RAZÃO DESSE DESENCANTO, PODEMOS CITAR:

  1. A IMPLANTAÇÃO DE UM REGIME DITATORIAL QUE FERIA SEUS PRINCÍPIOS.
  2. O FATO DE EUCLIDES NÃO TER CONSEGUIDO , COMO ALMEJAVA, UMA POSIÇÃO DE DESTAQUE DENTRO DO GOVERNO REPUBLICANO;
  3. EUCLIDES DESEJAVA DEDICAR TODO SEU TEMPO À SUA PROFISSÃO DE ENGENHEIRO, QUE MUITO APRECIAVA, NÃO TENDO MAIS TEMPO, NEM ÂNIMO , PARA QUESTÕES POLÍTICAS;
  4. ELE NÃO TINHA MUITA CONVICÇÃO NAS COISAS QUE FAZIA, O ENCANTO PELA REPÚBLICA FOI APENAS PASSAGEIRO E LOGO SE DESVANECEU;
  5. N.D.A.

8) EUCLIDES DA CUNHA VIVEU 03 ANOS EM SÃO JOSÉ DO RIO PARDO. A RAZÃO PRINCIPAL DE SUA VINDA PARA ESTA CIDADE FOI:

  1. ELE PRECISAVA DE UM LUGAR TRANQUILO PARA REGISTRAR EM UM LIVRO ("OS SERTÕES"), TUDO AQUILO QUE VIRA DURANTE A GUERRA DE CANUDOS. ENCONTROU EM SÃO JOSÉ O AMBIENTE ADEQUADO ;
  2. VEIO COMO ENGENHEIRO DO GOVERNO, A FIM DE RECONSTRUIR A PONTE METÁLICA DA CIDADE;
  3. TODA A FAMÍLIA DE EUCLIDES AQUI RESIDIA. A FIM DE FICAR PERTO DOS SEUS VOLTA PARA SÃO JOSÉ , SUA CIDADE NATAL E AQUI ESTABELECE-SE COM TODA A FAMÍLIA;
  4. EUCLIDES ADQUIRE EM SÃO JOSÉ UMA GRANDE PROPRIEDADE E AQUI SE ESTABELECE POR ESSE PERÍODO A FIM DE ORGANIZAR SEUS NEGÓCIOS;
  5. N.D.A.

9) QUEM FOI O GRANDE AMIGO DE EUCLIDES E SEU COLABORADOR EM SÃO JOSÉ DO RIO PARDO?

  1. José Honório de Syllos
  2. Francisco de Escobar
  3. Jovino de Syllos
  4. Mateus, o Guarda da Ponte
  5. N.d.a.

10) A RESPEITO DA PONTE METÁLICA, PODEMOS AFIRMAR:

  1. TRATA-SE DE UMA OBRA GÊMEA DE "OS SERTÕES";
  2. FOI RECONSTRUÍDA ANTES DA ESCRITA DO LIVRO;
  3. FOI RECONSTRUÍDA DEPOIS DA ESCRITA DO LIVRO;
  4. NÃO TEVE MUITA IMPORTÂNCIA PARA A VIDA DA CIDADE;
  5. N.D.A.

(Prof. Marco DeMartini)

11) O Marechal Floriano Peixoto teve seu primeiro grande envolvimento com a causa republicana quando:

a) lutou na Guerra do Paraguai

b) deu ordens para prender o Visconde de Ouro Preto

c) pediu a renúncia de D. Pedro II, devido ao seu estado de saúde

d) aliou-se ao grupo de Deodoro da Fonseca, permitindo a derrubada do governo de Ouro Preto e, conseqüentemente a queda da monarquia

e) pôs suas tropas na rua ao lado de Ouro Preto

12) A o escrever sobre os acontecimento do dia 15 de novembro e a ação de Floriano Peixoto, Euclides queria dizer que:

a) ele nada sabia sobre o movimento republicano

b) Floriano se opôs fortemente ao golpe de Deodoro

c) ele aliou-se imediatamente às tropas de Deodoro

d) ainda pairava uma dúvida sobre a posição de Floriano, mas que ele acabou aderindo ao movimento

e) tentou convencer o Visconde de Ouro Preto a resistir pela força

 

  1. Sobre os momentos descritos em "A Esfinge", Euclides escreve que:

a) a defesa do governo Floriano não desfaleceria por sua causa

b) o trabalho na fortificação era muito arriscado diante da ameaça de um ataque da Armada rebelada

c) Floriano foi inspecionar a fortificação erguida por Euclides - o baluarte chinês

d) a "Esfinge" veste um "paletot burguês" e vem "rondar os lutadores".

e) todas as afirmativas estão corretas

(Prof.a. Maria Olívia)

  1. Em sua ida à Amazônia, Euclides se impressionou com um problema social. Qual é?
  1. O fato de o homem não conseguir domar aquele rio monstruoso;
  2. O desmatamento impune da Amazônia;
  3. A venda de terras brasileiras às multinacionais;
  4. O tráfico de escravos africanos como mão-de-obra para os seringais;
  5. A exploração e o abandono em que se encontravam os seringueiros.

15) Segundo Euclides da Cunha, em "À Margem da História", a primeira impressão que o viajante tem ao chegar frente ao Amazonas é:

  1. Fica extasiado diante de tanta grandiosidade;
  2. Sofre com o calor intenso e chuvas contínuas;
  3. Revolta-se ao ver a devastação da região;
  4. Fica amedrontado com a imensidão de água avançando pela terra afora;
  5. Tem um desapontamento com a monotonia da paisagem.

16) Segundo Euclides, na Amazônia "...tudo é vacilante, efêmero..." O autor cita isso referindo-se:

  1. À escassez de solo para a plantação de produtos comestíveis;
  2. Ao nomadismo a que são obrigados devido à grande quantidade de terra que é levada com as águas;
  3. Às doenças tropicais endêmicas ainda não controladas;
  4. Às grandes áreas desertas que provocam a mudança constante da população;
  5. Ao fato de que o seringueiro não possuía nada de seu.

17) A expressão de Euclides: "... expatriá-los em sua própria pátria...", em À Margem da História, refere-se:

  1. Aos caucheiros que dizimavam os índios;
  2. Aos seringueiros doentes que eram deixados de lado;
  3. Ao rio que passava destruindo as terras onde se fixavam os seringueiros;
  4. Ao governo que transportava os sertanejos até a Amazônia e os abandonava à própria sorte;
  5. À exploração do caucho, que obrigava os trabalhadores a cruzarem os Andes.

18) Judas-Ahsverus tem como tema:

  1. A comemoração da sexta-feira da Paixão;
  2. O aspecto folclórico da religiosidade do seringueiro;
  3. A submissão do homem ao meio e sua revolta;
  4. A tristeza do seringueiro;
  5. N.d.a.

(Prof. Nicola)

19) As idéias, observações e críticas feitas por Euclides da Cunha em sua correspondência, no período entre 1890 e 1909, são importantes ainda pois permitem:

  1. compreender o Brasil atual e seus problemas;
  2. perceber a agudeza intelectual de Euclides da Cunha;
  3. constatar a persistência de estruturas arcaicas no Brasil atual;
  4. reconhecer as semelhanças entre duas épocas históricas no espaço de um século;
  5. todas as alternativas anteriores.

20) Qual dessas frases de Euclides da Cunha está ultrapassada hoje em dia?

  1. "Esta pobre terra, esta pobre pátria".
  2. "Não há lugar algum no mundo tão próprio para o sucesso das nulidades atrevidas quanto S. Paulo".
  3. "O nosso reles mundozinho político".
  4. "País em que se inventam os empregos para a vadiagem desocupada".
  5. Nenhuma das frases anteriores.

21) "Deves saber que a minha índole é contraposta ao meio tumultuoso em que estou, aonde a luta pela vida lembra, pela ferocidade e pelo bárbaro egoísmo - a agitação da Idade das Cavernas". Euclides estava referindo-se:

  1. ao Rio de Janeiro, capital da República;
  2. a Salvador, na Bahia;
  3. a São Paulo;
  4. a Minas Gerais;
  5. a Manaus.

22) Euclides classificou a sociedade brasileira de "sociedade pulha, covarde e sanguinária" em 1897, pelo seu comportamento em relação à Guerra de Canudos. Transferindo esse juízo para os dias atuais, podemos afirmar que:

  1. é uma afirmação exagerada;
  2. são expressões ultrapassadas;
  3. só a última expressão da frase é atual;
  4. ainda é atual, infelizmente;
  5. não há nenhuma semelhança entre aquela época e hoje.

23) "Ninguém lê, ninguém escreve, ninguém pensa", escreveu Euclides da Cunha em junho de 1909. Transferindo essa afirmação para o Brasil atual, a persistência desses problemas deve-se:

  1. ao descaso dos governantes;
  2. ao precário sistema educacional do país;
  3. à sociedade de consumo;
  4. aos meios de comunicação de massa;
  5. todas estão corretas.

( Prof. Paulo Herculano )

24) Sobre o fenômeno religioso

  1. segundo Freud, "o fenômeno religioso é uma ilusão não necessariamente porque seja errado, mas porque leva o homem a evitar a realidade de suas próprias limitações humanas";
  2. não é estudado por Euclides em Os Sertões;
  3. meramente para efeito didático, pode ser dividido em coletivo e individual;
  4. não tem qualquer importância para a compreensão da Guerra de Canudos;
  5. estão corretas as alternativas (a) e (c)
25) Experiência religiosa: a) "consiste essencialmente no sentido de absoluta dependência de Deus na vida humana" (Schleiemacher)

b) não tem qualquer importância no estudo da formação religiosa do sertanejo.

c) é importante para o estudo da formação do povo sertanejo, embora não importante para o estudo da Guerra de Canudos, uma vez que esta não teve qualquer relação com a formação religiosa do sertanejo.

d) Euclides ignora a experiência religiosa do sertanejo ao escrever "Os Sertões". e) todas as alternativas anteriores estão erradas.

26) Em "Os Sertões", Euclides da Cunha:

  1. não faz qualquer referência sobre a influência da religiosidade do povo sertanejo.
  2. b) em momento algum no livro comenta a questão da miscigenação do povo brasileiro e a sua influência na formação religiosa da sociedade brasileira.

    c) dá destaque à formação religiosa do povo sertanejo, analisando-a sob os aspectos histórico ( influência da miscigenação na formação religiosa), social ( isolamento social do sertanejo visto como elemento que interferiu na sua formação religiosa) e cultural ( a religiosidade do sertanejo é elemento inerente a sua formação cultural).

    d) afirma que em momento algum o sertanejo, na Guerra de Canudos, combateu por motivos religiosos e que o motivo principal do combate, segundo Euclides da Cunha, era a formação política do sertanejo, que queria a restauração da Monarquia.

    e) n.d.a.

    27) Sobre o processo de miscigenação pelo qual a sociedade brasileira passou e a sua influência sobre a formação religiosa do povo brasileiro é correto afirmar que:

    a) este não teve qualquer influência sobre a formação religiosa do povo brasileiro.

  3. a sociedade brasileira não passou por qualquer tipo de processo de miscigenação.

c) não teve nenhuma influência porque os povos que compuseram a sociedade não tinham qualquer formação religiosa.

d) a formação religiosa do povo brasileiro é derivada natural do seu processo de miscigenação, atraindo para si elementos da cultura religiosa do negro africano, do branco europeu e do índio.

e)n.d.a.

28) A respeito da experiência religiosa do sertanejo:

  1. por viverem em absoluto isolamento físico, os sertanejos não mantém qualquer relação ou experiência religiosa;
  2. os sertanejos não têm experiência religiosa, mas isso não se deve ao isolamento físico, e sim ao processo de formação cultural a que foram submetidos, que eliminou na sociedade sertaneja todo apego ao religioso;
  3. os sertanejos mantém uma relação de medo e fascinação para com o ser reverenciado (DEUS), por causa da sua religiosidade;
  4. a experiência religiosa do sertanejo não é considerada por Euclides em Os Sertões.
  5. Euclides não analisa esses fatos em sua obra.

( Prof.a. Rosângela )

29) Na época das chuvas, é possível observar um verdadeiro milagre no Sertão. Que milagre é esse?

a) o Sertão se transforma em paraíso

b) o Sertão vira mar

c) a fauna e flora desaparecem

d) o Sertão tem suas áreas alagadas

e) áreas destruídas

30) Porque as árvores da caatinga parecem ser todas da mesma família?

a) pela paisagem agressiva e rude que apresentam

b) pelo tipo espinescente

c) pelo aspecto desolado: árvores sem folhas, de galhos estorcidos e secos, revoltos, entrecruzados, apontando rijamente no espaço ou estirando-se flexuosos pelo solo, lembrando um bracejar imenso, de tortura, da flora agonizante...

d) por serem duras como cisalhas, à ponta dos galhos para diminuírem o campo de insolação

e) pela vegetação de grande porte, verdejantes e copas abundantes.

31) Os nomes / apelidos recebidos pelo rio São Francisco mais comuns são:

a) Grande Rio, Chicão, dos Currais, das Velhas

b) Velho Chico, dos Currais, Nilo Brasileiro, Rio da Integração Nacional

c) Velho Chico, Negro, Vaza-Barris, das Velhas

d) Currais, Tocantins, Paraopeba, das Velhas

e) Nilo Brasileiro, Tapajós, Vaza-Barris, das Velhas.

 

32) As Chapadas que circundam a região de Canudos são:

a) Chapada Diamantina, Borborema e Ibiapaba

b) Chapada Apodi, Diamantina e Borborema

c) Chapada Araripe, Apodi e Borborema

d) Chapada Araripe, Borborema e Diamantina

e) Chapada Diamantina, Borborema e Canastra.

33) Quais são as regiões fisiográficas ou geoeconômicas do Nordeste brasileiro?

a) Norte, Sertão, Litoral e Zona da Mata

b) Norte, Sertão, Agreste e Litorânea

c) Litorânea, Zona da Mata, Sertão e Meio Norte

d) Região Norte, Agreste, Sertão e Litorânea

e) Meio-Norte, Sertão, Agreste, Zona da Mata ou Litorânea.

 

(Prof.a. Celinha)

  1. O propósito de Euclides da Cunha exposto na Nota Preliminar de Os Sertões era:
  1. denunciar o crime dos jagunços contra a República;
  2. denunciar a rivalidade entre a República e a monarquia;
  3. denunciar o crime de regicídio
  4. denunciar o crime cometido contra a população de Canudos;
  5. denunciar as loucuras do Conselheiro.

35) As Serras do sertão de Canudos:

  1. são perpendiculares entre si
  2. são paralelas entre si
  3. são paralelas ao rio Itapicuru
  4. são perpendiculares ao vento da seca
  5. são tangentes ao movimento de oscilação dos ventos alíseos.

36. A Expedição que atravessou a Serra do Cambaio e teve de bater em retirada foi a do;

  1. Cel. Moreira César
  2. Cel. Tamarindo
  3. Major Febrônio de Brito
  4. Mal. Bittencourt
  5. Cabo Roque

(Prof. Guilherme )

37) "A Ordem como meio e o Progresso como fim" essa frase ilustra de maneira bem clara o pensamento:

a) determinista

b) progressista

c) darwinista

d) positivista

e) futurista

38) Euclides da Cunha como homem de seu tempo tinha sido muito influenciado por grandes pensadores da época, o mais importante porém foi:

a) Jean Paul Sartre

b) Karl Marx

c) Augusto Conte

d) Benjamim Constant

e) Frederic Angels

39) Em um determinado momento os intelectuais do séc. XIX pensavam que toda a sociedade quanto influenciada pela miscigenação podia acabar por se tornar pouco produtiva e por que não dizer uma sub-raça, essa idéia ilustra o:

a) evolucionismo

b) desenvolvimentismo

c) determinismo

d) produtivismo

e) euclidianismo

 

(Prof. Guilherme II)

40) Hoje vemos um grande desenvolvimento no setor fluvial no Brasil em função do Mercosul, porém no passado Euclides já alertava para a utilização desde meio no artigo:

a) Os caminhos do Brasil

b) Rios em abandono

c) Rios do Brasil

d) A utilização dos Rios e o Comércio Brasileiro.

e) A Nossa Vendéia

41) Em seus escritos uma das principais preocupações de Euclides da Cunha era com a situação de abandono que o interior do Brasil vivia. Ao longo de nosso século o governo criou organismos para tentar solucionar esses problemas, respectivamente os que foram criados para cuidar do Norte e Nordeste foram:

a) SUDAM e SUDENE

b) SUFRAN e SUDECA

c) SUDENE e SUDAM

d) CODEAM e CODENE

e) n.d.a

42) As duas mais modernas Hidrovias existentes hoje no Brasil são:

a) São Francisco e Tietê

b) Tietê e Amazônica

c) Tietê - Paraná e Madeira

d) Madeira e Amazônica

e) São Francisco e Amazônica

43) Em que artigo E. da Cunha fala do problema dos desmatamentos amazônicos ?

a) Um velho problema.

b) Fazedores de desertos

c) Os Caucheiros

d) Planos de uma Cruzada

e) A nossa Vendéia

( Prof. Marco Gumieri )

  1. As acusações levantadas pela promotoria contra ______, alegando que este era sustentado e tido como filho por _______ foram facilmente derrubadas pelo advogado Dr. Evaristo de Moraes.

Os espaços se completam com:

  1. Dinorah e Dilermando.
  2. Dilermando e Dinorah.
  3. Dilermando e Euclides.
  4. Dinorah e Euclides.
  5. Euclides e Dilermando.
  1. Dinorah, figurante nesta tragédia, talvez tenha sofrido um dos piores destinos dentre os envolvidos nesta tragédia shakespeariana. Qual foi o seu fim?
  1. Recuperou-se totalmente do trauma e virou jogador de futebol do Botafogo.
  2. Foi acusado e preso como mentor intelectual do assassinato do Dr. Euclides.
  3. Desapareceu, não deixando rastros.
  4. Suicidou-se, após perder, gradativamente, os movimentos.
  5. Morreu de velhice num asilo, sendo enterrado como indigente.

46. Seis anos após a morte do Dr. Euclides, Dilermando se vê travando outro duelo, levando outro Cunha à morte. Qual dos filhos do Dr. Euclides tentou vingar sua morte?

  1. Solon.
  2. Luiz.
  3. Euclides Filho (Quidinho).
  4. Manuel.

e) Mauro.

( Prof.a. Rigéria Salado )

47. Os livros Canudos – Diário de uma Expedição e Canudos e Inéditos tiveram a primeira edição publicada, respectivamente, em 1939 e 1966. O que foi publicado nestes livros e tem relação direta com a Guerra de Canudos?

  1. Lista com os nomes de todos os soldados que participaram da guerra
  2. Estudos feitos por Euclides da Cunha sobre a seca nordestina
  3. Sermões e pregações de Antônio Conselheiro
  4. Artigos e reportagens de Euclides da Cunha
  5. Planos do Ministro da Guerra para liqüidar os jagunço

48. Em quais importantes jornais do Rio de Janeiro e São Paulo Euclides da Cunha trabalhou como jornalista, publicando seus artigos?

  1. Gazeta do Rio Pardo e Gazeta de Notícias
  2. O Estado de São Paulo e Gazeta do Rio Pardo
  3. Folha de São Paulo e Gazeta de Notícias
  4. Jornal do Brasil e Folha de São Paulo
  5. Gazeta de Notícias e O Estado de São Paulo

(Prof. Ary)

49. O Domínio Morfoclimático que apresenta como característica o predomínio do intemperismo físico e vegetação xerófila é:

  1. o Amazônico
  2. da caatinga
  3. dos mares de morros
  4. da Araucária
  5. das pradarias
  1. O principal rio nordestino é:
  1. Canindé
  2. Gurguéia
  3. Jaguaribe
  4. Parnaíba
  5. São Francisco

 

O Berrante Online é uma criação coletiva do Coletivo Euclidiano. Contribuições são bem-vindas!